A racionalização do Estado e o uso tecnocrático das tecnologias de big data

Autores

Palavras-chave:

Burocracia, Tecnocracia, Tecnologia, Técnica, Big data

Resumo

Este artigo busca caracterizar o processo de institucionalização da racionalidade técnica a partir de uma perspectiva weberiana, anotando a importância da ação racional com respeito a fins e o consequente processo de burocratização do Estado. A partir daí, analisa o avanço da tecnocracia dentro do avanço do progresso científico e no contexto da chamada quarta revolução tecnológica verifica as questões emergentes da possibilidade do uso tecnocrático das tecnologias de big data como uma forma de transferência da responsabilidade pela decisão política.

Biografia do Autor

João Roberto Gorini Gamba, Universidade São Judas Tadeu - USJT

Pós-doutorado em Democracia e Direitos Humanos pela Universidade de Coimbra (IGC/CDH). Mestre e Doutor em Filosofia do Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Graduado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). É professor na Universidade São Judas Tadeu (USJT) e membro da Associação Latino-americana de Ciência Política (ALACIP). Possui experiência na área de Direito, com ênfase em Ciência Política, Teoria Geral do Estado, Sociologia do Direito, Filosofia do Direito e Teoria Geral do Direito. Advogado atuante nas áreas de Mercado de Capitas e Direito Societário.

Downloads

Publicado

2019-10-01

Como Citar

ROBERTO GORINI GAMBA, J. A racionalização do Estado e o uso tecnocrático das tecnologias de big data. Revista da Faculdade de Direito do Sul de Minas, [S. l.], v. 35, n. Edição Especial, 2019. Disponível em: https://revista.fdsm.edu.br/index.php/revistafdsm/article/view/13. Acesso em: 14 abr. 2024.