RECONHECIMENTO E DIFERENÇA NA TEORIA ÉTICA DE AXEL HONNETH: UMA QUESTÃO EM FORMA DE ENSAIO

Autores

Palavras-chave:

Reconhecimento, Diferença, Negativo, Positivo

Resumo

Este ensaio propõe uma via para a crítica da ética do reconhecimento de Axel Honneth no que diz respeito ao lugar que atribui à diferença. Embora não discuta a importância do reconhecimento na vida ética e, principalmente, nas lutas políticas, o ensaio questiona a centralidade a que o reconhecimento é alçado na teoria de Honneth. Na base da crítica, está o papel do negativo (como contradição constitutiva), aparentemente superestimado por Honneth na vida ética. Este ensaio postula um lugar necessário para a positividade (como afirmação de si, afirmação positiva das relações e singularidade em si mesma) na vida ética.

Biografia do Autor

João Maurício Martins de Abreu, PUC - RIO

Autor do livro "O problema da propriedade privada em Espinosa" (2019). Doutor em Direito pela PUC-Rio (2017). Mestre em Sociologia e Direito pela Universidade Federal Fluminense (2009). Tem experiência na área de Direito, com ênfase acadêmica em Epistemologia Jurídica e em teorias da propriedade privada; e tem pesquisado, principalmente, questões ligadas aos seguintes temas: (a) alternativas epistemológicas ao normativismo: a teoria político-jurídica de Espinosa; (b) história e filosofias da propriedade privada; (c) posse, propriedade e moradia: discursos normativos e práticas judiciais no Brasil.

 

Downloads

Publicado

2019-02-01

Como Citar

MARTINS DE ABREU, J. M. . RECONHECIMENTO E DIFERENÇA NA TEORIA ÉTICA DE AXEL HONNETH: UMA QUESTÃO EM FORMA DE ENSAIO. Revista da Faculdade de Direito do Sul de Minas, [S. l.], v. 35, n. 1, 2019. Disponível em: https://revista.fdsm.edu.br/index.php/revistafdsm/article/view/308. Acesso em: 13 ago. 2022.