EDUCAÇÃO BÁSICA PARA A CIDADANIA GLOBAL: APROXIMAÇÕES ENTRE AS PROPOSTAS DA UNESCO E A PRODUÇÃO LEGISLATIVA ESTADUAL DE SÃO PAULO DURANTE AS “OCUPAÇÕES SECUNDARISTAS”

Autores

Palavras-chave:

educação, cidadania global, UNESCO, projetos de lei, Assembleia Legislativa São Paulo

Resumo

O artigo apresenta resultados de investigação realizada com o objetivo de aferir repercussões e similaridades entre o conteúdo propugnado pela UNESCO, à educação para a cidadania global (ECG), e projetos de lei sobre a educação básica, apresentados na Assembleia Legislativa de São Paulo – ALESP (2o semestre de 2015 e 2016). O recorte temporal remete a contexto em que a UNESCO direciona seu debate à ECG. No Brasil, na práxis da relação entre educação e democracia, vivemos a mobilização estudantil secundarista com a ocupação de escolas, começando pelo Estado de São Paulo. À pesquisa documental sobre a atuação do Poder Legislativo, soma-se a análise de conteúdo e a revisão bibliográfica. Como resultados e conclusão, a verificação de debate esvaziado e no âmbito da ALESP, em torno da educação e democracia, considerando a agenda internacional de direitos humanos e da movimentação protagonizada pelos estudantes.

Biografia do Autor

Guilherme Perez Cabral, PUC-Campinas

Professor Titular (Categoria A1) da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Membro do corpo docente permanente do Programa de Pós-graduação stricto sensu em Direito (PPGD), vinculado à Linha de Pesquisa "Cooperação Internacional e Direitos Humanos". Líder do grupo de pesquisa "Direito num mundo globalizado" (CNPq/PUC Campinas). Doutor em Direito pela Universidade de São Paulo (2014), mestre em Direito pela Universidade Metodista de Piracicaba (2008) e graduado em Direito pela PUC-Campinas (2003). Ministra as disciplinas "Metodologia Jurídica", "Direito Internacional Público" e "Direito do Comércio Internacional", na Graduação; e, no Mestrado, "Direito Internacional da Educação" e "Seminários Avançados de Pesquisa". Tem experiência acadêmica nas áreas de Hermenêutica Jurídica, Filosofia e Teoria Geral do Direito, Direito Internacional e Direitos Humanos, atuando principalmente com os temas Direito à Educação e Democracia.

Amanda Sambrano Amaral, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Graduanda em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC - Campinas) e em Ciências Sociais com bacharelado em Ciência Política pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Orientanda de iniciação científica em Direitos Humanos e Cooperação Internacional.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Trad. Luis A. Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011.

CABRAL, Guilherme P.; ASSIS, Ana Elisa S. Q. Conteúdo normativo da educação para a democracia na perspectiva da UNESCO: um discurso apologético do discurso. Caderno de Relações Internacionais, Recife/PE, v. 09, no. 17, 2018.

CABRAL, Guilherme P. Educação na e para a democracia no Brasil: considerações a partir de J. Dewey e J. Habermas, Educação & Sociedade, Campinas, v. 37, n. 136, 2016.

CABRAL, Guilherme P. The 'Escola sem partido' (Non-partisan school) movement standpoints. Revista da Faculdade de Direitos do Sul de Minas, v. 35, 2019.

CABRAL, Guilherme P. Direito à educação do imigrante: considerações a partir da Lei de Migração no contexto de globalização do capitalismo. In: RAMOS, André C.; VEDOVATO, Luís R.; BAENINGER, Rosana (Org.). Nova Lei de Migração: os três primeiros anos. Campinas: UNICAMP/FADISP, 2020.

CAMPOS, Antonia M.; MEDEIRO, Jonas; RIBEIRO, Márcio M. Escolas de luta. São Paulo: Veneta, 2016.

COLIGAÇÃO “BRASIL ACIMA DE TUDO, DEUS ACIMA DE TODOS”. O caminho da prosperidade. Proposta de Plano de Governo. Brasília, 2018.

DAHL, Robert A. A Democratic Dilemma: System Effectiveness versus Citizen Participation. Political Science Quaterly, Vol. 109, n. 01, 1994.

DALLARI, D. A. Elementos de teoria geral do estado. 33ª ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

DA LUZ, C. K.; FERREIRA, G. S. A democracia diante do radicalismo conservador no início do século XXI. Revista de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, n. 1, 2020.

FILGUEIRAS, Juliana Miranda. The moral and civic education and its didactic production: 1969-1993. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2006.

KOZICKI, K. & CHUEIRI, V. K. Impeachment: a arma nuclear constitucional. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, (108), 2019.

LAVAL, C. de A escola não é uma empresa: o neoliberalismo em ataque ao ensino público. Trad. Mariana Echalar. São Paulo: Boitempo, 2019.

MORENO, Viviane T. L. Da Governança Global ao Movimento Secundarista em Campinas/SP: discursos sobre a educação para a democracia. Dissertação (Mestrado em Direito). Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, 2021.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS – ONU. Plano de Ação Programa Mundial para Educação em Direitos Humanos: Primeira Fase (2005-2007). Nova York/Genebra, 2006.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Alto Comissariado de Direitos Humanos. Comunicado OL BRA 04/2017. Genebra, 2017.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA – UNESCO. The International Congress on Education for Human Rights and Democracy (Human rights teaching. Vol. VIII). Paris: UNESCO, 1993.

UNESCO. Declaração e Plano de Ação Integrado sobre a Educação para a Paz, os Direitos Humanos e a Democracia. Brasília: UNESCO, 1995.

UNESCO. Educação para a cidadania global: preparando alunos para os desafios do século XXI. Brasília: UNESCO, 2015.

UNESCO. Educação para a cidadania global: tópicos e objetivos de aprendizagem. Brasília: UNESCO, 2016.

RIBEIRO, Rejane A.; PULINO, Lúcia Helena C. Z. Outubro, 2016, Brasil: as ocupações de escolas brasileiras da rede pública pelos secundaristas: contextualização e caracterização. Revista Psicologia Política, São Paulo, v. 19, no. 45, 2019.

TAVOLARI, Bianca; LESSA, Marília R.; MEDEIROS, Jonas; MELO, Rúrion; JANUÁRIO, Adriano. As ocupações de escolas públicas em São Paulo (2015–2016) Entre a posse e o direito à manifestação. Novos Estudos, CEBRAP, v. 37, no. 02, São Paulo, 2018.

Downloads

Publicado

2023-09-26

Como Citar

CABRAL, G. P.; AMARAL, A. S. EDUCAÇÃO BÁSICA PARA A CIDADANIA GLOBAL: APROXIMAÇÕES ENTRE AS PROPOSTAS DA UNESCO E A PRODUÇÃO LEGISLATIVA ESTADUAL DE SÃO PAULO DURANTE AS “OCUPAÇÕES SECUNDARISTAS”. Revista da Faculdade de Direito do Sul de Minas, [S. l.], v. 39, n. 2, 2023. Disponível em: https://revista.fdsm.edu.br/index.php/revistafdsm/article/view/613. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê "Educação e Direito"